Homem negro vítima de facada desferida por homem branco é detido pela polícia no Rio Grande do Sul

0
350

Um homem negro que foi ferido por um golpe de faca desferido por um homem branco foi detido por policiais militares que atenderam a ocorrência, neste sábado (17), em Porto Alegre. Um homem branco, morador de um prédio vizinho, apontado pelas testemunhas como autor da facada, também foi encaminhado para uma delegacia. Os dois homens foram liberados após o registro da ocorrência.

Testemunhas gravaram a abordagem, que ocorreu no bairro Rio Branco, na região central da Capital. As imagens mostram o momento em que o homem negro, um motoboy, está ferido, é algemado e levado para a viatura pelos PMs.

O outro homem não chegou a ser algemado durante a ação. Ele teria ido para a casa dele, vestido uma camiseta, retornado para onde estavam os policiais. Só então, teria sido algemado e levado para a delegacia.

Segundo a Polícia Civil, foi registrado um boletim de ocorrência por lesão corporal. O homem negro sofreu escoriações no pescoço, que teriam sido provocadas pela faca; já o homem branco sofreu escoriações na perna.

O homem negro também registrou ocorrência por abuso de autoridade em função da conduta da Brigada Militar (BM), a polícia militar do Rio Grande do Sul.

Sindicância

O governador Eduardo Leite (PSDB) determinou a abertura de uma sindicância para apurar o ocorrido.

“Sobre a prisão de um homem negro que seria vítima de tentativa de homicídio em POA, determinamos via Corregedoria da Brigada Militar a abertura de sindicância para ouvir imediatamente testemunhas e apurar as circunstâncias da ocorrência, com a mais absoluta celeridade”, escreveu em uma rede social.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) e a Brigada Militar (BM) afirmaram, em nota, que os dois homens envolvidos na ocorrência de vias de fato foram levados a uma delegacia para prestar esclarecimentos. O Comando de Policiamento da Capital (CPC) da Brigada Militar abriu uma Sindicância Policial Militar para apuração dos fatos.

A suposta diferença no tratamento aos envolvidos gerou repercussão nas redes sociais. De acordo com a Polícia Civil, testemunhas vão ser ouvidas para esclarecer os fatos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here