Educadores de Cabo Frio protestaram durante visitas de Roberta Barreto, da Seeduc-RJ

0
361

Nesta quarta-feira (10), o Sepe Lagos acompanhou as visitas da secretária de educação do Rio de Janeiro, Roberta Barreto, às unidades de ensino de Cabo Frio, juntamente com os trabalhadores da Rede Estadual. Protestos ocorreram de manhã no Instituto de Educação Professora Ismar Gomes de Azevedo e no Colégio Estadual Miguel Couto, ambos localizados no centro de Cabo Frio. Na parte da tarde, houve manifestações no Colégio Estadual Professor Renato Azevedo, no bairro Guarani.

O sindicato esteve presente com uma faixa que declarava: “Piso Não é Teto! Cláudio Castro, respeite nosso Plano de Carreiras”. Os trabalhadores realizaram um “colaço” de cartazes e adesivos nos portões e dentro das unidades de ensino, cobrando o pagamento do reajuste do Piso para todos os educadores, exigindo a revogação do “novo” Ensino Médio e denunciando desvios de recursos na educação por meio de compras superfaturadas e sem licitação.

Na unidade C.E. Miguel Couto, a equipe de segurança de Roberta Barreto tentou impedir a entrada dos trabalhadores com seus cartazes e faixa, mas não tiveram sucesso. Os trabalhadores entraram e protestaram durante toda a visita.

Já no C.E. Prof. Renato Azevedo, os trabalhadores chegaram antes da secretária. O saguão principal da escola foi decorado com cartazes e adesivos de protesto. Professores, funcionários e estudantes apoiaram as exigências relacionadas ao Piso e contra o novo Ensino Médio.

De forma surpreendente, a direção da escola optou por não usar o palco e o equipamento de som preparados para receber a secretária. A recepção aconteceu em uma pequena “sala de matemática”, controlando o acesso e evitando a presença dos manifestantes. Após cerca de uma hora e quando a mobilização dos trabalhadores começou a diminuir, a secretária foi conduzida à biblioteca. Durante o percurso, Roberta Barreto expressou sua raiva diante da presença do sindicato e da mobilização da escola, chegando a arrancar um dos cartazes do sindicato. Era evidente sua insatisfação por não poder realizar o que parecia ser uma manobra de relações públicas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here