HomeGeralFlamengo volta a vencer o Vasco no Maracanã e segue sonhando no...

Flamengo volta a vencer o Vasco no Maracanã e segue sonhando no Brasileiro

O Flamengo arrancou a vitória em um dos melhores clássicos do ano pelo Brasileirão. Em jogo intenso e de bons momentos para os dois lados, o rubro-negro foi eficiente e venceu o Vasco por 1 a 0, com gol de Gerson. É a segunda vitória em dois jogos de Tite no comando, que deixa o rubro-negro na vice-liderança, com 50 pontos, a 9 do líder Botafogo.

Grande nome da partida pelo lado rubro-negro, o camisa 20 marcou o gol do Flamengo já aos 30 do segundo tempo. O meia aproveitou sobra em cruzamento e bateu colocado, em bola que contou com desvio em Jair para sair totalmente do alcance do goleiro Léo Jardim.

O gol foi providencial, uma vez que o Vasco dominava a segunda etapa. Teve ótima chance com Vegetti, de cabeça, salva por Rossi. Ainda chegou perto de marcar com Zé Gabriel e Praxedes. Mas não foi tão eficiente quanto o rival e segue no Z4, em rodada de goleada sobre o Santos, rival na luta contra o rebaixamento.

Primeiro tempo parelho

À medida que a partida se desenhava, as estratégias das equipes ficaram mais claras. O cruz-maltino tentava acelerar o jogo, no seu estilo, enquanto o rubro-negro aproveitava os muitos espaços deixados na transição. Mais solto, como na última partida, Payet chegou a encontrar Vegetti em lance de perigo no primeiro tempo. Gabriel Pec teve outra boa chance, mas tomou decisão ruim à frente de Rossi.

O Flamengo crescia quando chegava no terço final. Com novo contrato com o rubro-negro por três anos alinhado, o atacante Bruno Henrique se juntou a Arrasca em tabelas que bagunçavam a defesa do rival. O uruguaio teve duas ótimas chances, uma de cabeça e outra arriscando da entrada da área, de abrir o placar.

O Flamengo crescia quando chegava no terço final. De contrato renovado com o rubro-negro por três anos, o atacante Bruno Henrique se juntou a Arrasca em tabelas que bagunçavam a defesa do rival. O uruguaio teve duas ótimas chances, uma de cabeça e outra arriscando da entrada da área, de abrir o placar.

Mas o melhor momento do rubro-negro viria nos últimos cinco minutos, período do jogo em que o Vasco tem sofrido no campeonato: muito volume de jogo e a chance mais clara da primeira etapa, parada em dois milagres de Léo Jardim, em cabeçada e chute colocado no canto de Fabrício Bruno no mesmo lance.