Homem é condenado a 30 anos de prisão por matar companheira em Búzios

0
55

Felipe da Silveira Gonçalves  foi condenado pelo Tribunal do Júri de Búzios pelo homicídio de sua companheira, Tábata Lopes de Souza, ocorrido em 2022. O veredito, proferido pelo júri popular na última terça-feira (11),  considerou Felipe culpado por homicídio duplamente qualificado, sob as acusações de feminicídio e emprego de fogo. 

A pena estabelecida foi de 30 anos de reclusão em regime fechado. Além disso, o réu foi condenado a indenizar os herdeiros da vítima em R$ 50 mil por danos morais e a ressarcir cerca de R$ 60 mil ao Sistema Único de Saúde (SUS) pelas despesas médicas relacionadas ao tratamento de Tábata durante os quase dois meses de internação no Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT).

O episódio que culminou na morte de Tábata Lopes de Souza aconteceu em 25 de maio de 2022, no bairro Tartaruga, em Búzios. Após uma discussão, Felipe da Silveira Gonçalves, então com 30 anos, jogou álcool sobre o corpo da companheira e, em seguida, ateou fogo. A vítima, que teve cerca de 40% do corpo queimado, foi socorrida em estado grave para o Hospital Municipal Dr. Rodolpho Perissé (HMDRP). Mesmo debilitada, Tábata teve a coragem de identificar o agressor à Polícia Militar antes de desmaiar. Felipe foi prontamente capturado e confessou o crime.

Os antecedentes criminais de Felipe revelaram no curso do processo, um histórico de delitos, incluindo descumprimento de medida protetiva, furto, lesão corporal e tráfico de drogas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here