Viradouro é campeã no Rio com desfile nota 10 sobre força da mulher negra

0
351

A Unidos do Viradouro se sagrou campeã do Carnaval 2024. Trata-se do terceiro título da história da escola. Na Cidade do Samba, no entanto, representantes de quatro escolas alegaram que a Viradouro desfilou com 24 componentes na ala, o que infringiria o inciso IX do artigo 26 do regulamento da Liga Independente das Escolas de Samba. No documento, consta que uma agremiação deve desfilar com o limite mínimo de 10 (dez) e o máximo de 15 (quinze) componentes na Comissão de Frente. Caso descumpra essa regra, a escola pode ser penalizada em 0,5 (meio) ponto para cada inciso infringido. Jorge Perlingeiro, presidente da Liesa, avisou que o recurso será julgado até esta quinta-feira (15).

A diferença da Viradouro para a segunda colocada foi superior a meio ponto. Então, mesmo que seja penalizada, não há risco de a escola perder o troféu porque a diferença de pontuação para a segunda colocada foi de sete décimos. Quatro escolas de samba apresentaram recurso contra a Unidos do Viradouro. Elas alegam que a agremiação de Niterói excedeu o limite de 15 componentes que podem se apresentar na comissão de frente. Entre as que recorreram estão Beija-Flor, Imperatriz e Salgueiro.

O presidente de honra da Viradouro, Marcelo Petrus Kalil, nega irregularidades.

— Existe um regulamento. Eu cumpro o regulamento. Um questionamento desses só fere a imagem do carnaval

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here