Polícia Civil de São Pedro da Aldeia prende homem foragido da justiça

Em uma ação coordenada, policiais da 125ª Delegacia de Polícia (125ª DP), da Agência de Inteligência da 25ª BPM (AIB/25ª BPM Ala D), da...
HomeGeralPolícia Federal investiga fraude em autorização de residência para estrangeiros em Armação...

Polícia Federal investiga fraude em autorização de residência para estrangeiros em Armação dos Búzios

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (20), em Armação dos Búzios uma operação contra fraude em requerimentos de autorização de residência para estrangeiros no país.

Segundo as investigações, uma cidadã argentina, que atua como despachante, estaria fornecendo Declarações de Residência ideologicamente falsas a estrangeiros para facilitar a obtenção de autorizações de residência no Brasil junto à Polícia Federal.

Na operação, nomeada “Patraña” (que traduzida do espanhol significa farsa ou mentira), agentes cumprem mandado de busca e apreensão expedido pela 1ª Vara Federal de São Pedro da Aldeia.

Segundo a PF, a investigada apresentou declarações atestando que os estrangeiros requerentes residiam com ela em um imóvel alugado em Armação dos Búzios, o que foi apurado ser inverídico após diligências realizadas no local.

Após levantamento, a polícia identificou que a investigada apresentou declarações de residência em pelo menos cinco requerimentos, sendo que uma estrangeira foi registrada com base no documento falso.

A mulher responderá pelo crime de falsidade ideológica, com pena que pode chegar a cinco anos de prisão e multa, além de outros que porventura possam surgir no decorrer da investigação, que continuará a fim de apurar e identificar se outros estrangeiros foram registrados ilegalmente no país.

A Polícia Federal ressalta que a autorização de residência é concedida ao imigrante que pretenda trabalhar ou residir e se estabelecer temporária ou definitivamente no Brasil. Mas para isso, é necessário que ele satisfaça as exigências de caráter especial, previstas na Lei de Migração e regulamento.

De acordo com o censo do IBGE de 2010, havia 487 pessoas estrangeiras na cidade